6 de agosto de 2017

5 coisas que mudei quando comecei a cuidar de mim...

O caminho para a realização pessoal e a calma espiritual é árduo e, às vezes, extremamente angustiante. É tanta coisa que vivemos e que processamos que às vezes, estar em paz com nós mesmos e com os que nos rodeia parece quase uma missão impossível.
Quem já teve que enfrentar situações dolorosas, na maioria das vezes, arriscou o seu conforto e apostou na superação em detrimento da estagnação pessoal e emocional, podendo vir a encontrar essa calma no momento e nas circunstâncias mais inesperadas.
Pode ser que, de forma inconsciente, a nossa luta interior tenha se cristalizado em conquistas imperceptíveis para nós, mas ao se acumularem uma atrás da outra, deram frutos maravilhosos. De repente você não precisa que tudo seja ideal e esteja controlado, você simplesmente aproveita o que tem e ignora o que faz mal.
Quem tem lutado para melhorar se dá conta de que uma das melhores formas de alcançar o bem-estar é, simplesmente, saber cuidar de si mesmo. E isso requer uma série de decisões sábias, que equilibram o que queremos e o que não queremos na nossa vida.

Saber me ouvir, em vez de ouvir apenas o que os outros dizem de mim

Não há nada pior do que subordinar a sua vida e a sua personalidade à aprovação constante dos outros. É muito fácil se tornar uma boneca quebrada se você adere a tudo que a sociedade supõe que é melhor para você.
A sua personalidade nunca estará integrada em um todo, mas será uma construção de sobras e ideias velhas impostas a você, mesmo sem você ter questionado o verdadeiro significado que elas tenham para a sua alma.
Saber ouvir a si mesmo, prestar atenção na sua intuição, perder-se por onde os outros dizem que não vale a pena ir e se encontrar no final do caminho com a parte mais autêntica de si, para guardá-la e decidir levá-la sempre com você. Isso é uma vitória.

Afastar-me de tudo aquilo que não é belo, útil e divertido

Sim, escolhi ser um pouco hedonista e o resultado foi melhor do que eu esperava. Seguir esta premissa me trouxe apenas bons sentimentos e evitou a maior parte das más vibrações que giram em torno de mim.
Se alguém não é capaz de se entregar aos prazeres da vida, deveria se questionar profundamente a respeito do que é a vida para ele, e quem o fez acreditar no que estava certo ou errado.
Desfrutar é um verbo com uma conjugação positiva no singular e no plural: eu desfruto, tu desfrutas e nós desfrutamos. Coincidentemente, se eu sou a primeira pessoa a praticá-lo, vou contribuir para que essa conjugação se estenda aos que estão ao meu redor.

Não tenho que me sacrificar por nada nem por ninguém

Lutar pelo que eu quero e por quem eu quero é um prazer e um privilégio.
A nossa sociedade nos impôs a ideia de que tudo que vale a pena implica sacrifício, mas para mim essa palavra transmite angústia. Prefiro substituí-la por paixão, perseverança ou tenacidade. As coisas que melhor aprendi na minha vida foram ensinadas em um ambiente relaxado, de uma concentração agradável na qual eu fazia aquilo porque estava sendo interessante. Trabalhar por algo que não gostamos se chama estresse. Trabalhar por algo que gostamos se chama paixão.
Os conceitos mais difíceis da vida acadêmica e da minha vida pessoal só entraram na minha mente e no meu espírito quando eram acompanhadas de uma explicação doce e uma atitude empática.
Na verdade, eu observei que as pessoas que optaram pelo sacrifício diário, pelos dogmas sociais, por afastar todo o desconhecido por poder ser perigoso, são pessoas com uma aura cinzenta, sem brilho, com uma cara fechada e língua viperina. Comecei a entender que a minha loucura era mais saudável do que a sanidade rígida dos outros.

No amor às vezes é preciso perder o orgulho, mas nunca a dignidade

Quando eu me regia por regras e não por sentimentos, meu coração e minha mente estavam feridos, e a minha alma estava encarcerada. Comecei a me cansar dessa forma tão medíocre de amar e sentir e decidi me jogar na piscina, mesmo se estivesse vazia. Às vezes isso resultou em pancadas tremendas, em outras vezes acabei navegando.
Não há nada pior na vida do que sentir medo de experimentar um sentimento tão emocionante quanto o amor. Graças a essas pancadas, eu continuo me atirando em piscinas vazias, mas com uma técnica que me impede de sofrer contusões e lesões graves, embora eu ainda perdoe uma ou outra contusão, porque não há ferida pior que nos faça sentir o vazio do que a de não se atrever a nada.

Tenho que cuidar das pessoas que amo e que me amam, e eliminar da minha vida todas aquelas que me fizeram mal intencionalmente

A vida nos dá um tempo limitado para que a desfrutemos, por isso não vou perder mais nenhum segundo dos meus pensamentos e do meu tempo para tentar entender porque algumas pessoas me machucaram com sua indiferença, trataram de me humilhar, me traíram ou me julgaram.

“A honestidade é um presente muito caro, não a espere de pessoas baratas.”
-Warren Buffet-

 Desde que tomei essa decisão, essa parte destinada a essas tarefas absurdas e inúteis ficou vazia de ressentimento e aberta e pronta para ser preenchida com tudo aquilo que me faz feliz. Nenhuma daquelas pessoas que criavam dificuldades no meu caminho vai voltar a empregar a maldade sobre a minha vida.
Tudo o que sei agora é um privilégio que não comprei com dinheiro. Simplesmente veio até mim quando comecei a cuidar de mim, e isso é verdadeiramente um presente.
Fonte:https://amenteemaravilhosa.com.br/5-coisas-mudei-comecei-cuidar-mim/

Li esse texto a alguns meses, e venho praticando...resolvi postar aqui e agora essa experiência aqui para registro e futuras avaliações de conhecimento.

Boa sorte Luzia! =D

29 de janeiro de 2017

É ASSIM QUE VOCÊ PERDE UMA MULHER FORTE…

Você perde uma mulher forte por não dizer “Olá” para ela. Ela pode ser diferente, única, intimidadora, fascinante, mas não há nada mais doloroso do que perder uma mulher forte por não ter a chance de se apresentar a ela.
Você perde uma mulher forte jogando duro para consegui-la. Uma mulher forte não tem tempo para perseguir outras pessoas, porque está perseguindo seus sonhos. Ela não está buscando perder tempo com alguém que não quer realmente perder seu tempo com ela. Ela não está sendo rude, não está sendo arrogante, está apenas protegendo seu coração. Ela já foi ferida outras vezes antes, por isso não a perca antes mesmo de tê-la.
Você perde uma mulher forte escondendo suas emoções. Ela não acha que você é forte porque engarrafa tudo. Ela acha que você é mais bonito quando não tem medo de se expor e ser humano. Ela não quer adivinhar como se sente, quer estar imersa em tudo o que tem para oferecer. Ela é muito profundamente conectada à vida, e precisa de alguém que também seja.
Você perde uma mulher forte tratando-a como uma mulher, e não como a força da natureza que ela é. Uma mulher forte sabe que é igual, poderosa, e que pode mover montanhas sem a ajuda de ninguém. Uma mulher forte não é necessariamente uma feminista dominadora, mas sabe o seu valor e suas capacidades, e não vai deixar ninguém tirar isso dela. Ela também sabe quando está sendo aproveitada por ser mulher.
Você perde uma mulher forte desprezando-a. Uma mulher forte trabalhou infinitamente para construir sua autoestima, sua carreira e seus relacionamentos. Ela não vai ficar por alguém que não vai ficar por ela.
Você perde uma mulher forte, desrespeitando-a. Ela sabe o que significa o silêncio e comentários de revés. Ela sabe respeitar a si mesma, e não tolerará ninguém que não possa.
Você perde uma mulher forte, implorando por ela. Ela não está procurando por alguém que implore por ela. Ela quer alguém que vai lutar, que tem uma determinação tão forte como a dela, que sabe exatamente como pedir perdão e como dá-lo.
Você perde uma mulher forte simplesmente deixando-a ir. Ela não é como outra mulher. Ela não virá rastejando de volta para você. Ela não fará drama. Se você espera que ela seja como outra mulher, vai se decepcionar.
Então, uma vez que você tiver uma mulher forte, não a deixe ir.

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Thought Catalog

25 de janeiro de 2017

Da série: Um pouco de mim...

Como começar e recomeçar...ir de encontro ao desconhecido e sair da rotina, do comodismo e enfrentar os medos. Mas para ser feliz precisamos buscar sempre o melhor.

PACIÊNCIA e TEMPO, o que é preciso para tudo que pudesse me abrir ao novo e hoje agradeço pelo aprendizado, pelas pessoas que me ajudaram, direta e indiretamente e que continuam me ajudando a ser mais e melhor a cada dia.

AGRADEÇO por me mostrar o melhor caminho, as melhores pessoas, as não confiáveis por mais que essa descoberta me fizesse sofrer, rever alguns valores, vontades e desejos, me fez querer ser uma pessoa melhor, não só para com os meus, mas sim pra mim mesma.

APRENDI, consegui separar e escolher cuidadosamente quem eu quero das quem eu não quero na minha vida. Egoísta? Não! Apenas uma mulher, sim uma mulher com face de menina, querendo ser feliz e não somente passar pela vida sem perspectivas, sonhos, atitudes, histórias, sem nada pra oferecer muito menos condições de receber algo de bom de um outro alguém.

EU ME ESCOLHO, não vou mais ir contra as minhas vontades e crenças para agradar um outro alguém. EU ESCOLHO SER RESPEITADA, assim como vou respeitar... até mesmo aqueles que em algum momento me desejam, desejaram ou fizeram algum mal. Mesmo aqueles que escolhi afastar de mim para que tivessem a oportunidade de encontrar algo que eu não conseguia dar naquele momento e por não querer empurrar essa relação, eu fui a vilã da história...a ruim...a que não soube amar...mas uma história a dois, se faz com duas pessoas... e se uma moeda tem dois lados, a relação tem dois também, o importante não é quem errou e sim por que errou... e para essa resposta: Se deu errado e terminou, os dois falharam em dar certo.

SE PERDOAR, Para conseguir perdoar a si mesmo, você precisa saber o que deve ser perdoado.
Demorei para entender a importância desse termo: Se perdoar!
Você pensaria: Mas Luzia é muito mais fácil se perdoar do que perdoar alguém!
Eu diria: Sim, concordo com você...mas somente se você me disser que não tem consciência dos seus erros e defeitos, porque se você sabe que errou e mesmo assim não achar que precisa de perdão e principalmente se perdoar por falhar com alguém...então...sim, você não sem consciência, bom senso e até carácter ao meu ver!
E ao meu ver, o se perdoar é muito mais difícil pois não sei o tamanho da dor que o outro sentiu ao falhar com ele. E o não saber como corrigir isso, me cobra...não me deixando me perdoar por falhar e levando a auto estima pra baixo, te deixando insegura e afastando as pessoas de você para que você não magoe mais ninguém.
Hoje, depois de alguns anos e experiência eu aprendi que o perdão de dentro pra fora é conquistando com uma consciência de que EU POSSO ERRAR! mas eu posso também me refazer, se valer a pena e for aquilo muito importante na minha vida. Aprendi a separar as coisas...ser mais lúcida e acho que a maturidade vai dando essas respostas...sem que aja as perguntas.

MINHAS BATALHAS, hoje eu só compro briga por aquilo que me motiva, por pessoas a quem eu amo, por sonhos que vão virar realidade!
Não compro mais briga de terceiros, não ponho minha mão no fogo...doí, queima e no fim não resolve em nada...
Muitas lutas já travei e muitas outras vou ter pela frente, como já diz meu nome: Guerreira Iluminada!

QUALIDADES A SE TER E MANTER, estou sempre me redescobrindo e o mais legal dessa auto avaliação é que eu nunca me reconheço...hehehe...como assim Luzia? Quase 3.5 e a pessoa não se conhece? Pois é...Pois é...
Eu adoro ser essa metamorfose ambulante, já diria o Sábio Raul Seixas!!
Mas quem me conhece me descreveria: Luzia é: calma, amiga, alegre, otimista, focada, gentil, engraçada, integrá, amorosa, parceira, companheira, conselheira, boa ouvinte e por ai vai...
Mas olha só...as qualidade logo acima, to mantendo e aceitando porque não fui eu que disse e sim foram de fonte segura e eu afirmo que se sou tudo isso e muito mais...e com os defeitos também (que não vamos citar para não comprometer mais ainda a dona desse blog)...bom eu afirmo que se sou tudo isso, acho que to indo bem...e só tenho a melhorar, espero! =D

Boa sorte Luzia...acredito em você!! <3 span="">

25 de setembro de 2016

Quem se ama de verdade...

É muito comum ouvirmos as pessoas dizerem que se amam, que mantêm sua auto estima em alta, mas o amor próprio é muito mais profundo do que imaginamos. 

Responda honestamente a você mesma: 
Você gosta incondicionalmente de você? É feliz na sua vida como ela está? Faz todas as coisas que lhe fazem bem? Procura tomar sempre decisões em favor de sua felicidade? 
Logicamente que a maioria das respostas será "não". Se uma pessoa não se ama, não procura fazer sua própria felicidade, não conseguirá jamais amar verdadeiramente outra pessoa. Como pode dar algo que não tem? 
Uma pessoa pode dizer que ama outra pessoa, mas o que acontece é que ela deve estar apenas apaixonada e paixão é bem diferente de amor, deve estar querendo amor de verdade, mas não consegue. Dentro da aura de cada um existe um campo magnético que produz o magnetismo do amor. 
Quando a pessoa se ama de verdade, esse campo magnético começa a irradiar um fluxo de energia especial, que se expande sobre todas as pessoas de seu convívio, até mesmo alguém que você não conheça, quando se lhe aproxima sente um calor ou um sentimento de amor, sente vontade de ficar ao seu lado, de conversar, estreitar laços de amizade. 
Este encontro magnético acontece porque existe em você um fator de atração do Amor Próprio, e este só acontece quando alguém irradia telepáticamente e, logicamente, só conseguirá irradiar esta energia se realmente o estiver sentindo. 
É por esta razão que muitas vezes algumas pessoas não se sentem bem ao lado de outras, e, dependendo da situação, considerando a falta de conhecimento, é comum pensarem que essas outras podem estar "carregadas" . Elas não estão carregadas no sentido literal da palavra; o que acontece é que estão sem nenhum Amor Próprio e, desta forma, irradiam ao espaço esta sensação de negatividade. 
Uma pessoa que não se ama não está preparada para atrair a pessoa certa no amor e, quando atrai alguém, certamente será a pessoa errada e futuramente verá o erro que cometeu. Muitos querem encontrar a sua verdadeira Alma Gêmea, mas como, se não existe o principal dentro dela? 
Toda pessoa que não se ama, pelo seu magnetismo pessoal, acaba atraindo também pessoas com mesma característica, e, devido a esta atração começam a acontecer problemas em relação à afetividade. Acabam sempre dividindo mágoas e ressentimentos. 
Nunca poderemos dar amor, ou sermos amados verdadeiramente, se não formos os primeiros a fazê- lo. E para isso precisamos aprender a nos nos dar amor.E como é possível isso? Vejamos: 

Os Mandamentos da Auto Estima

Quem se ama de verdade evita pensar ou vivenciar o passado triste e, quando se lembra, mentaliza apenas como experiência para sua evolução, vê de forma fria e natural tudo o que aconteceu no passado, procura tirar proveito dos acontecimentos do passado. 
Quem se ama de verdade, mantêm o controle emocional para não deixar as calúnias, palavras ofensivas e desarmonias caírem sobre a sua Aura.
Quem se ama de verdade não espera ser compreendido, prefere compreender as pessoas de um modo geral, mantêm-se de bem com a vida e não se preocupa com a opinião alheia. 
Não dá ouvidos às críticas, para que elas não evoluam. 
Quem se ama de verdade não guarda raiva, rancor ou ressentimento, vê tudo a sua volta como se fosse um processo de auto-conhecimento, está sempre disposto a perdoar e compreender em qualquer situação. 
Quem se ama de verdade não aceita sugestões negativas, policia seus pensamentos e procura analisar cada um. 
Quem se ama de verdade não se magoa, não fica chorando quando é magoada. não se entristece por qualquer razão, não perde o controle em qualquer situação e não se deixa levar por qualquer situação negativa.Quem se ama de verdade não tem medo da morte, das doenças, da pobreza ou falta de dinheiro, não sente medo, não se apega a nada.
Quem se ama sente coragem e segurança de sempre recomeçar, se for necessário, sem medo do desconhecido.

Por isso quando me amei de verdade, descobri que tudo posso nessa vida e que acreditando em mim e no que quero para essa vida, o mundo responde me mostrando que tudo vem ao seu tempo...e o que termina e passa deixa somente uma coisa,  sabedoria.

Boa sorte para nós nessa caminhada de amor próprio...






Meu nome é Felicidade!

Oi!...Meu nome é Felicidade!
Faço parte da vida daqueles que tem amigos, pois ter amigos é ser feliz.
Faço parte da vida daqueles que vivem cercados por pessoas como você, pois viver assim é ser feliz!
Faço parte da vida daqueles que acreditam que ontem é passado, amanhã é futuro e hoje uma dádiva, por isso que é chamado de Presente.
Faço parte da daqueles que acreditam na Força do AMOR, que acreditam que para um história bonita não há ponto final.
Eu sou casada sabiam?? Sou casada com o Tempo.
Ah!!! O meu marido é lindo!
Ele é responsável pela resolução de todos os problemas.
Ele reconstrói corações partidos, ele cura machucados, ele vence a tristeza... Junto tivemos três filho:
A Amizade, a Sabedoria e o Amor.
A Amizade é a filha mais velha. Uma menina linda! Ela une pessoas, pretende nunca ferir, sempre consolar.
A do meio é a Sabedoria, culta, íntegra, sempre foi mais apegasa ao pai, o Tempo.
A sabedoria e o Tempo estão sempre juntos!
O caçula é o Amor.
Ah!! Como esse me dá trabalho!
É teimoso, às vezes só quer morar em um lugar...
Eu vivo dizendo: Amor, você foi feito para morar em muitos corações, não apenas em um.
O Amor é complexo, mas é lindo, muito lindo!
Quando ele começa a fazer estragos, eu chamo logo o pai dele. E aí o Tempo sai fechando todas as feridas que o Amor abriu!
Uma pessoa muito importante me ensinou uma coisa:
TUDO NO FINAL DÁ CERTO, SE AINDA NÃO DEU, É PORQUE NÃO CHEGOU O FINAL.
Por isso acredite sempre na minha família.
Acredite no Tempo, na Amizade, na Sabedoria, e principalmente no Amor. Aí com certeza um dia eu, a Felicidade, baterei em sua porta!!
Tenha Tempo para os seus sonhos, eles conduzem sua carruagem para as estrelas.
Tenha FÉ em DEUS!
Tenha um excelente dia!!
E não esqueça, SORRIA!!
O seu sorriso pode alegrar a vida dos que te cercam!!

Boa sorte pra você! =)

11 de maio de 2016

Porque estou solteira?!

Primeiro tira da sua cabeça essa ideia vazia de achar que estou infeliz. Depois se despeça desse discurso de que quem muito escolhe acaba sendo escolhido. Quer saber porque estou solteira? Bom… Não quero embarcar em uma viagem com alguém carregando as bagagens do passado, não quero conhecer outro mundo se ainda não consegui conhecer o meu.
Não quero machucar o coração de ninguém com as minhas incertezas, não quero falar do passado, nem lembrar dele. Não estou machucada, não estou magoada, só que de tanta coisa que acontece na vida da gente, chega uma hora que cansa entende? Não estou numa fase de sair “tentando” dar certo, quero que dê certo sem ficar perdendo tempo com alguém que não perde um segundo pra me ligar e saber como estou.
Não quero investir meu tempo com alguém que não investe o seu em mim, que não se importa e que só machuca. Entende? Eu tô feliz assim, pra que me decepcionar mais uma vez? E se eu quiser terminar de ver a minha lista de series? E se eu quiser viajar conhecer o mundo, aprender um novo idioma, conhecer novas pessoas, outros lugares…
Na verdade é isso que eu quero. Na verdade eu tô solteira porque eu quero mais... Eu quero alguém que não me prive de viver, que divida suas dores, que me veja como abrigo e que me acolha com um abraço quando eu não estiver bem. Na verdade quero alguém que aumente minha lista de séries com suas dicas e que fique comigo em um sábado à noite, final de mês, quando a grana está curta e eu não to afim de sair. Eu quero alguém que não tenha vergonha de me assumir pros amigos e que não tenha medo de compromisso.
Não estou esperando o príncipe encantado – eu sei que é isso que você pensa- e daí se ele não abrir a porta do carro pra mim e não vir em um cavalo branco? (risos)
E daí se ele não pagar a conta do jantar sempre que sairmos e querer ver um filme em casa porque está sem dinheiro pra sair? Eu sinceramente não estou esperando por isso. Não estou esperando alguém pra pagar a conta, não estou procurando alguém pra me levar pra sair todo dia, me levar de carro pra todo lugar e que sempre me dê presentes.
Não quero jóias, roupas caras, perfumes caros, jantares caros, carro luxoso. Não é isso que procuro em alguém, até porque se pra você essa é a concepção de homem perfeito (rico) se isso é o que caracteriza um príncipe, eu definitivamente prefiro sapos.
Quero alguém que eu diga: Vamos? – vamos!
Quero mais... Muito mais. Quero alguém que me inclua nos seus planos, que me irrite na mesma proporção que desperta o meu amor. Que seja inteiro, intenso não precisa ser perfeito. Quero alguém pra tomar um sorvete em um domingo a tarde e depois ver um filme pra não deixar o dia tão tedioso. Alguém que me respeite e respeite os outros. Alias respeito é algo fundamental. Pode me buscar de bicicleta eu não ligo, pode rachar a conta comigo eu não me importo. Pode escolher o filme e comprar o dogão eu vou adorar.
Eu tô solteira porque relacionamento não é tentativa, não é oportunidade é investimento. Investimento de tempo. Eu tô solteira porque talvez eu queira curtir essa fase sem ninguém, quero organizar a minha vida refazer meus planos. Eu tô solteira porque estou bem assim, porque não quero alguém pra diminuir, quero alguém que venha para somar.
Então para com esse discurso chato de que preciso de alguém, para de me perguntar "Nossa, mas você é tão bonita e tá sem ninguém?" para de querer me empurrar pra alguém, ficar passando meu telefone e querer dar uma de cupido, isso é extremamente chato, acredite. Quando eu tiver interesse eu vou atrás fique tranqüilo, pouco me importa se você acha isso inadequado para uma garota. Pode deixar que quando acontecer eu vou saber o que fazer, não precisa ficar me perguntando quando vou assumir ou trocar o status do facebook. Isso não lhe diz respeito. Eu tô solteira porque sim, porque quero, porque estou bem assim.
Eu tô solteira porque chega uma hora que você cansa de acreditar, cansa de criar feridas e de se recompor. Tô solteira porque as vezes a gente precisa de um tempo só nosso e de não ter ninguém ocupando o nosso pensamento, travando o nosso tempo.
Se for pra namorar e só brigar, viver chorando, se magoando, se for pra namorar pra trair, pra sofrer, pra não ter respeito eu prefiro estar solteira. Se for pra namorar pra escrever textão no facebook mas na verdade viver uma mentira, eu prefiro estar solteira. Se for pra namorar pra ter alguém pela metade eu prefiro estar solteira. Se for pra namorar pra deixar de ser quem sou, ter que mudar meu jeito, meus gostos e não ter meus defeitos aceitos eu prefiro ficar solteira.
Eu tô solteira porque mereço muito e quero muito. Estou solteira porque não quero alguém que faça do meu passado um presente e dos meus erros um açoite. Não, eu não quero qualquer coisa, qualquer pessoa, qualquer sentimento, qualquer história, qualquer frio na barriga… Eu tô solteira porque não quero ninguém do meu lado pela metade, sou inteira demais pra isso. E pra finalizar, eu não estou escolhendo eu estou esperando. Esperando o tempo de Deus pra mim.
Escrito por Thamilly Rozendo

PS. Esse texto está aqui porque me representa e porque eu adorei! #prontofalei

Estar feliz e solteira me ensinou a ser mais exigente

“Em relação ao amor, hoje sou menos iludida, mas também muito mais criteriosa. Não que eu tenha desistido deste sentimento, mas aquela empolgação juvenil e até inocente já não existe mais.
O X da questão é que já vivi situações o suficiente para perceber que relacionamento amoroso não envolve só sentimento. Envolve diferenças, envolve família, envolve vizinho, cachorro, smartphone e papagaio. Dois deixam de ser dois e passam a ser um número incontável de gente, torcendo por sua felicidade ou não. Envolve paciência, pressão, frustração, desconfiança. Claro que envolve também coisas maravilhosas, como vida compartilhada, companheirismo, afeto, amor, confiança.
Eu me lembro muito bem quando eu tinha 15 anos e sonhava em namorar. Achava que era o melhor que me poderia acontecer na época, mas não aconteceu… Fiquei frustrada, mas fui levando. Quando eu finalmente tive um relacionamento mais profundo posso dizer que a vida me deu um tapa na cara.
Namorar não era nada daquilo que eu criava fantasiosamente. Não fiquei amarga ou desesperançosa. Fiquei realista.
Hoje, após alguns relacionamentos profundos e aos 27 anos, eu vejo o quanto ser solteira representa liberdade e aprendizado pra mim. Não tenho medo de ficar sozinha em casa em pleno sábado à noite. Não tenho medo de ir a eventos sociais sem um cara a tiracolo. Eu construí a vida com os meus passos. Um atrás do outro, aos trancos e barrancos. Mas hoje eu sou eu. Natália. Quem entrar na minha vida não será o protagonista pois a protagonista já existe. Quem entrar na minha vida se tornará referência e não a coordenada. A recíproca, é claro, é verdadeira.
A questão é que as frustrações me ensinaram a me amar mais, a valorizar mais meus momentos comigo mesma. Estar feliz e solteira me ensinou a ser mais exigente. E alguém para adentrar no meu mundo tem que fazer por merecer. Se ficar com joguinho, se ficar com palavras fartas e atitudes vazias eu, simplesmente, perco o interesse.
Eu gosto tanto de escrever, eu gosto tanto de estar e conversar comigo mesma que não dá pra trocar isso aqui por um “Oi, gata” ou pior: “Oi, sumida” sendo que sumida eu nunca fui. Não dá para trocar assistir Downton Abbey na Netflix por uma conversa superficial ou sem afinidades.
Só vai entrar na minha vida quem realmente merecer. Porque vida é mais íntimo que quarto, vida é mais íntimo que cama. As pessoas costumam relacionar intimidade com sexualidade. Mas intimidade é sonho, é medo, é esperança, é falar do passado, da infância, é planejar um futuro, é olhar juntos para a mesma direção. Intimidade requer tempo, requer dedicação, requer interesse profundo. Intimidade é oposto de superficialidade. Intimidade não é saber a cor da calcinha ou do sutiã. Intimidade é saber a cor dos sonhos, a cor dos olhos quando choram, a forma exata dos lábios quando sorriem. Intimidade não é ver alguém de lingerie… Isso você pode ver a qualquer momento, com alguém que você conhece há muitos anos ou há poucas horas. Intimidade não é ver alguém se despir das roupas. Intimidade é ver alguém se despir das barreiras, dos medos, das suas verdades incontestáveis, das suas certezas absolutas. Intimidade é a entrega, mas não a entrega do corpo. Intimidade é a entrega mais difícil: a entrega da alma e do coração.”

Leia mais: http://www.asomadetodosafetos.com/2016/05/estar-feliz-e-solteira-me-ensinou-a-ser-mais-exigente.html#ixzz48MhfCMl8